[the_ad id=”49595″]

O que é a mineração do Bitcoin? Este artigo vai ajudar a perceber como o Bitcoin é criado e como podemos minerar Bitcoins.

Em poucas palavras, a mineração de Bitcoins – ou inglês bitcoin mining – é um processo que utiliza poder de computação para verificar as transações de Bitcoins na rede. Este processo chama-se mineração em alusão à mineração de ouro. Isto porque novas Bitcoins são emitidas e criadas. Estas bitcoins são recompensas dadas aos mineiros – ou miners – por verificarem as transações.

Os mineiros competem uns com os outros para fazer este processo. Por isso, a mineração torna-se um negócio muito competitivo. Porém esta competitividade aumenta o valor da recompensa. De cada vez que uma nova hash é criada, um mineiro é recompensado com Bitcoins como incentivo a manter as transações a funcionar. A rede inteira é atualizada simultaneamente.

Mais informação: Bitcoin Mining

[the_ad id=”49614″]

Dificuldade de mineração

Considerando agora que só um número fixo de Bitcoins vai ser criado através da mineração, isso significa que a complexidade do processo é aumentada de tempo a tempo para limitar o número de blocos com hash. Consequentemente, o número de Bitcoins criadas num determinado período é também limitado. A dificuldade é automaticamente aumentada pela rede para assegurar que a média de tempo para criar uma hash num bloco se mantenha 10 minutos.

Todos os mineiros da rede Bitcoin trabalham para verificar as transações muito rapidamente e por isso são pagos com taxas de transações pelo clientes. Isto à parte da recompensa de Bitcoins por bloco minerado. Com novas pessoas a juntarem-se ao negócio da mineração, esta competição tem aumentado o nível de dificuldade da rede. Isto levou à utilização de métodos mais eficientes para a mineração com hardware especializado.

O futuro da mineração do Bitcoin?

Alguns anos atrás qualquer pessoa podia minerar com o seu próprio portátil. Contudo, atualmente é necessário um hardware ou placa gráfica especial para competir.

A mineração de Bitcoins ainda pode ser rentável para amadores, havendo sobretudo popularidade nas minerações em nuvem – ou cloud mining. Este serviço é basicamente o aluguer de operações de mineração pelo hashing power, ou seja somos pagos pelas Bitcoins mineradas na rede. Essencialmente é uma mineração virtual que decorre durante anos ou com contratos ainda mais longos.

Cada transação de Bitcoins realizada envolve um processo rigoroso de verificação. Existem imensas transações a ocorrer a qualquer altura. Os mineiros são utilizadores de Bitcoins distribuídos pelo mundo e utilizam um software combinado com hardware avançado para verificar as transações. Desta forma o sistema é mantido em segurança e sincronizado.[/vc_column_text][/vc_column]

Como funciona a mineração de Bitcoins?

Todas as transações de Bitcoins que ocorrem durante um determinado período de tempo são colocadas num bloco para serem verificadas. Estes blocos são rearranjados por ordem cronológica, e formam a Blockchain. Cada novo bloco é adicionado à Blockchain aumentando a sua extensão.

Os mineiros colocam os blocos sob processos que modificam a informação. Isso inclui a aplicação de uma fórmula matemática complexa à informação e convertê-la numa sequência de letras e números chamada de hash. A hash é depois armazenada em conjunto com o bloco. Cada hash é utilizada para produzir a hash do bloco seguinte e o processo continua em cadeia. Por isso, todos os blocos são guardados numa ordem perfeita e bloqueados em conjunto com as hash individuais.

Os mineiros competem uns com os outros para fazer este processo. Por isso, a mineração torna-se um negócio muito competitivo. Porém esta competitividade aumenta o valor da recompensa. De cada vez que uma nova hash é criada, um mineiro é recompensado com Bitcoins como incentivo a manter as transações a funcionar. A rede inteira é atualizada simultaneamente.

Mais informação: Bitcoin Mining

[the_ad id=”49614″]

Dificuldade de mineração

Considerando agora que só um número fixo de Bitcoins vai ser criado através da mineração, isso significa que a complexidade do processo é aumentada de tempo a tempo para limitar o número de blocos com hash. Consequentemente, o número de Bitcoins criadas num determinado período é também limitado. A dificuldade é automaticamente aumentada pela rede para assegurar que a média de tempo para criar uma hash num bloco se mantenha 10 minutos.

Todos os mineiros da rede Bitcoin trabalham para verificar as transações muito rapidamente e por isso são pagos com taxas de transações pelo clientes. Isto à parte da recompensa de Bitcoins por bloco minerado. Com novas pessoas a juntarem-se ao negócio da mineração, esta competição tem aumentado o nível de dificuldade da rede. Isto levou à utilização de métodos mais eficientes para a mineração com hardware especializado.

O futuro da mineração do Bitcoin?

Alguns anos atrás qualquer pessoa podia minerar com o seu próprio portátil. Contudo, atualmente é necessário um hardware ou placa gráfica especial para competir.

A mineração de Bitcoins ainda pode ser rentável para amadores, havendo sobretudo popularidade nas minerações em nuvem – ou cloud mining. Este serviço é basicamente o aluguer de operações de mineração pelo hashing power, ou seja somos pagos pelas Bitcoins mineradas na rede. Essencialmente é uma mineração virtual que decorre durante anos ou com contratos ainda mais longos.

[/vc_row]